sexta-feira, 7 de março de 2014

Preso acusado de Homicídio em Coelho Neto, ainda não foi interrogado pela Polícia

José Roberto preso por policiais militares do 2º BPM de Caxias-MA, no último domingo 02/03, acusado de assassinar covardemente a tiros o jovem Jhexe da Silva Cabral de (22) anos, na segunda noite de carnaval na cidade de Coelho Neto, ainda não foi ouvido pela autoridade policial.
IMG-2lO crime que causou revolta e comoção entre amigos, e familiares no último domingo na rua Dr. Luís Raimundo centro da cidade, ainda está longe de ser esclarecido. um dos motivos é porque a situação do acusado ainda é crítico devido o mesmo ter sido linchado por amigos da vítima, após assassinar Jhexe da Silva.
Como o acusado ainda não pode falar para apresentar sua versão, à autoridade policial aproveita e ouvem testemunhas, e amigos da vítima, o teor dos depoimentos não termos informações.
O delegado titular Leanan F Casimiro pediu a justiça a prisão preventiva de 5 dias, podendo ser renovada contra o acusado que se – encontra preso na carceragem da delegacia de Coelho Neto.
Motivação do crime
As primeiras informações da motivação do assassinato levariam para uma suposta reação após uma tentativa de assalto, tese que poderá ser mudada até o fechamento do inquérito policial.
 Continuamos no caso até a conclusão do inquérito que deve informar os reais motivos da motivação do homicídio.
Leia mais

‘Foi um caso isolado’, diz delegado sobre morte de jovem em segunda noite de Carnaval em Coelho Neto

Comentários
0 Comentários

0 comentários: