Mearim Motos

O cenário de 2018 agora em 2016…

sábado, 28 de maio de 2016

Share/Bookmark
GRUPOGRUPO1GRUPO2
Os últimos movimentos políticos e partidários, tanto em âmbito nacional quanto nos municípios maranhenses, começaram a clarear o cenário para as eleições gerais de 2018, quando se renovam os mandatos de presidente, governadores, senadores, deputados federais e estaduais no país. A mudança do Governo Federal e as eleições municipais têm contribuído fortemente para a formação deste cenário.
No Maranhão, há hoje três correntes distintas com o mesmo objetivo: disputar com força as eleições de 2018. O grupo principal é o do governador Flávio Dino (PCdoB), que, após vitória importante em 2014, pode definhar já a partir de 2016; e em 2018 deve se reduzir a PT, PCdoB e PDT, embora mantenha a força eleitoral pelo controle da máquina administrativa.
O outro grupo é formado exatamente pela dissidência do grupo dinista, que já se movimenta com protagonismo nas eleições municipais. Este grupo é formado por PSDB, PSB, PPS, e tem no senador Roberto Rocha (PSB) e na deputada federal Eliziane Gama (PPS) seus principais personagens. Este grupo aposta suas fichas na vitória de Eliziane Gama em São Luís, nas eleições de outubro.
O terceiro grupo começou a se recompor agora, alimentado, sobretudo, pela mudança do Governo Federal, com a ascensão de Michel Temer (PMDB) à presidência da República. Tem entre seus representantes mais visíveis o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV), e o ex­candidato a governador Lobão Filho (PMDB), que deve assumir em junho uma vaga no Senado Federal.
Além deles, surge com força a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PTN), tida hoje como o principal contraponto a Flávio Dino no interior maranhense.
A própria movimentação política de cada grupo definirá o seu caminho em 2018. Não significa, no entanto, que o grupo liderado por Roberto Rocha, por exemplo, não decida, na “hora H”, realinhar­se ao grupo do governador Flávio Dino; ou que haja, por outro lado, uma aproximação da aliança PSDB/PPS/ PSB com o grupo formado por PV/PMDB.
Tudo dependerá também das eleições municipais, onde cada grupo trabalha forte para eleger o maior número de prefeitos alinhados. E não se pode descartar, também, a participação de outros personagens na disputa, como os ex­governadores Roseana Sarney (PMDB), José Reinaldo Tavares (PSB).
(De O Estado do Maranhão)

4 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    meu amigo sarney filho nao tem chances p governo, ele n tem carisma, é apático, nao tem um apelo popular bom, e o estigma do sobrenome desgasta, mesmo com a popularidade de Dino caindo sem parar

  1. Anônimo disse... :

    FLAVIO DINO JÁ ERA, A PENULTIMA PESQUISA DE GOVERNO ELE TAVA C 72% E A ULTIMA 58% E ESSE ESTIGMA DE PERSEGUIDOR, DESRESPEITADOR E VINGATIVO DELE FICOU NA MEMORIA DA GALERA E ELE NAO COLABORA PRA MUDAR, OS SECRETARIO DELE TUDO ORIENTADO PRA MALTRATAR QUEM NAO É DO PCDOB IGUAL OCORREU COM UMA LIDERANÇA SO PQ ERA ALIADA DA MAURA JORGE FOI EXPULSA DO EVENTO DO PCDOB NA ASSEMBLEIA LEG

  1. Anônimo disse... :

    esses blogueiro agoRa tao tudo com modinha de ta fazendo mateRia c essa prefeita maura jOrgE so pra ela ajudar os blog deles se for governadora, bando de interesseiro

  1. Anônimo disse... :

    Essa ex deputada que é prefeita de Lago da Pedra cresceu bastante, principalmente nos interiores do estado, vejo um grande potencial nela, passa credibilidade e tudo que venho acompanhando dela, atraindo muita gente. Soube ontem que ela passou em Arari no municipio do esposo dela ,Rui Filho, ex prefeito de lá, para ter uma conversa com o atual prefeito Djalma, e ela saiu de lá fechada do Prefeito não ir para reeleição e apoiar a candidatura do esposo dela para Prefeito 2016. Soube que o prefeito inclusive discursou no dia seguinte declarando publicamente. Vejo uma mulher capacitada, desses do quadro a melhor opção para quem não quer vivenciar as "velhas práticas".

Postar um comentário