Mearim Motos

Prefeita busca apoio do Judiciário e Ministério Público para conseguir mais segurança para Lago da Pedra

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Share/Bookmark

Diante da omissão do Governo do Estado em relação ao problema da segurança púbica no município de Lago da Pedra, a prefeita Maura Jorge, depois de tentar por inúmeras vezes um posicionamento do governo para tratar dessa questão, sem obter até o momento nenhuma resposta, resolveu buscar o apoio do Judiciário e do Ministério Público, para unir forças no sentido de que alguma medida seja tomada o mais rápido possível no combate a criminalidade, que hoje tem deixado a população da cidade assustada .
Em uma audiência com o juiz da 2ª vara da Comarca de Lago da Pedra, Cristóvão Sousa Barros e da promotora de justiça Laís Pedrosa, a prefeita explicou que por inúmeras vezes solicitou do estado medidas para melhorar a segurança pública no município, tanto no que se refere ao aumento do efetivo policial, quanto na questão da infraestrutura, no diz respeito a novas viaturas, armamento e a própria logística de trabalho para que a polícia tenha condições de desempenhar suas atividades, mostrando que enquanto gestora municipal, tem feito tudo que é possível para que a segurança do município possa está condizente com aquilo que o cidadão merece e precisa.
“ Ao longo desses meses nós temos tentado fazer com o que o governo do estado possa olhar para Lago da Pedra com o olhar do compromisso que tem que ter o governo com a segurança pública do nosso município. Para lamento nosso, não houve uma resultado efetivo das audiências, das solicitações, dos ofícios que encaminhamos na tentativa de que o a Secretário de Segurança, o Governo do Estado possa está aumentando o efetivo do nosso município, bem como um número maior de viaturas”, disse a prefeita.
A audiência que aconteceu na Promotoria de Justiça,  contou também com a presença do representante da polícia civil, já o comandante da polícia militar na região, não compareceu, atendendo determinações de seus superiores, o que para a prefeita demonstra claramente uma postura política partidária.
 “ Nós não vamos admitir, não vamos permitir que Lago da Pedra seja penalizado porque o governador não gosta da Maura Jorge, quem mora no município, quem precisa da segurança no município não é o governador que está trancando em seu gabinete cercado de segurança, é o povo de Lago da Pedra que merece e precisa dessa resposta do estado.”
Para o judiciário e Ministério Público, é preciso uma ação efetiva no estado quanto ao problema da segurança em Lago da Pedra. A promotora Laís Pedrosa, disse que o Ministério Público tem feito o seu trabalho e que é preciso que o Governo do Estado olhe de forma mais carinhosa para Lago da Pedra, pois a quantidade populacional exige um efetivo maior e um local adequado para que a polícia possa trabalhar.
“ Com o contingente que nós temos hoje, muitos dos crimes que acontecem nós não temos condições de investigar de forma adequada, de chegar a autoria dos crimes, porque nós temos apenas dois investigadores e um delegado por cada turno e isso torna inviável o inquérito civil chegar até a gente. Agora nós vamos tentar efetivar essas medidas, tanto de entrar em contato com o Governo do Estado quanto implementar o que for possível dentro da comarca, mantendo preso ou condenando quem for necessário”, finalizou a promotora de justiça.
O juiz Cristóvão Barros, disse que é fato notório que o município de Lago da Pedra está carente de segurança pública, ressaltando que não é responsabilidade do município e sim do estado que precisa dá solução para o problema.
“ O efetivo aqui é irrisório, está faltando viaturas e efetivo para polícia civil e militar e toda infraestrutura para que elas trabalhem, hoje temos apenas um delegado de polícia para cuidar de inquéritos e investigações que para ele sozinho é humanamente impossível. A polícia parece que não há mais que quatro policiais por dia o que se mostra fora da realidade de Lago da Pedra. Tivemos a informação de o secretário de Segurança virá ao município e  tomara que ele traga a solução para esse problema, disse o juiz

0 comentários :

Postar um comentário