Mearim Motos

Pássaro é interceptado com droga presa na pata em presídio do MA

quinta-feira, 2 de junho de 2016

Share/Bookmark
Pássaro está sendo mantido na unidade prisional, mesmo após ter sido capturado (Foto: GEOP/Divulgação)Pássaro está sendo mantido na unidade prisional, mesmo após ter sido capturado (Foto: GEOP/Divulgação)


Um pássaro foi capturado na noite desta quarta-feira (1º) transportando drogas para dentro do Centro de Detenção Provisória (CDP) que faz parte do Complexo Penitenciário de Pedrinhas formado conhecido internacionalmente pelos problemas de segurança gerados por fugas e mortes, e também por ter sido palco de brigas de facções, com presos decapitados.
Michel SousaDo G1

Ave estava com papelotes de maconha amarrados na pata.
O animal está sob custódia na UPR do Complexo de Pedrinhas.



A ave foi interceptada nas dependências do pátio interno da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) São Luís 6 (antigo CDP) de Pedrinhas por agentes penitenciários. Os papelotes com substâncias semelhantes à maconha estavam amarrados na pata do pássaro. Além da droga, o pássaro possuia o nome de uma facção criminosa presa no peito e a mensagem "Até a morte".

Após o recolhimento das drogas a de Segurança Interna (SSI) encaminhou o material apreendido para o Instituto de Criminalística (Icrim) para que sejam feitos os exames toxicológicos.
Pássaro é interceptado com droga presa na pata em presídio do MA (Foto: GEOP/Divulgação)Pássaro estava com droga presa na pata em presídio do MA (Foto: GEOP/Divulgação)
Após captura a ave não consegue voar e os agentes penitenciários mantém o animal sob cuidados no presídio.  O caso foi comunicado à Polícia Civil para que sejam apuradas a origem do pássaro e a autoria do ato criminoso, praticado fora dos muros do complexo carcerário.

Em nota enviada ao G1, a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) confirmou o caso e disse que está tomando as devidas providências. Veja íntegra da nota:

NOTA
A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP) informa que foi capturado, na noite desta quarta-feira (1º), nas dependências do pátio interno da Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) São Luís 6 (antigo CDP) de Pedrinhas, um pássaro que portava em uma das patas, um papelote de substância semelhante à maconha.

A Supervisão de Segurança Interna (SSI) encaminhou o material apreendido para o Instituto de Criminalística (Icrim) para que sejam feitos os exames toxicológicos de praxe; e comunicou a ocorrência à polícia judiciária para que apure a procedência da ave e, consequentemente, a autoria do ato criminoso, praticado fora dos muros do complexo carcerário.


O Complexo de Pedrinhas é formado por oito unidades em São Luís: Penitenciária de Pedrinhas, Centro de Detenção Provisória (CDP), Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), Centro de Triagem (CT), Casa de Detenção, Presídio São Luís I e II (PSL I e PSL II) e Centro de Reeducação e Integração Social das Mulheres Apenadas (Crisma) ou Presídio Feminino (PF).

0 comentários :

Postar um comentário