Mearim Motos

Polícia desmonta esquema de fraude à Previdência no MA

domingo, 5 de junho de 2016

Share/Bookmark
Quadrilha usava documentos falsos para fraudar Previdência Social (Foto: Divulgação/SSP-MA)Quadrilha usava documentos falsos para fraudar Previdência Social (Foto: Divulgação/SSP-MA)







Policiais da 7ª Delegacia Regional de Polícia Civil, do 1º Distrito Policial (DP) e do 2º DP de Santa Inês (MA), município localizado a 250 km de distância de São Luís, desarticulou nesse sábado (4) uma organização criminosa suspeita de fraudar benefícios previdenciários no Maranhão. A Polícia Civil não divulgou a estimativa de valor desviado pela quadrilha, mas acredita que a fraude é milionária.

Organização usava documentos falsos para sacar benefícios do INSS.
Todos são da mesma família; polícia acredita na participação de servidores.


Do G1 MA

Foram presos Jane Isterfany; seu marido Michael Ribeiro; seu irmão Marcos da Conceição; Maria Raquel e seu marido Felipe Augusto. A mãe de Isterfany, Isabel da Conceição está foragida e é considerada a mentora do esquema.

Com a quadrilha, foram apreendidos documentos
falsos e cartões (Foto: Divulgação/SSP-MA)

A polícia investiga ainda a participação de outras pessoas na organização, já que para fraudar os benefícios, acredita-se que os golpistas contavam com a ajuda de servidores do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e de bancos para facilitar o esquema montado.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos já atuavam há vários anos pelo interior do Estado. Com eles, foram apreendidas 50 carteiras de identidade falsificadas; 150 carteiras de trabalho falsificadas; 100 cartões de crédito e de benefício fraudados; documentos e procurações falsificadas; carimbos utilizados para falsificar as carteiras de trabalho; uma quantia de R$ 11 mil em dinheiro; dois automóveis e duas motocicletas; aparelhos telefônicos; computador; cadernos contendo anotações da contabilidade e de contas e benefícios e comprovantes de saques e de consultas bancárias e do INSS.

As investigações foram iniciadas após casos de arrombamentos ocorridos no posto do ‘Viva Cidadão’ – órgão prestador de serviços públicos – da cidade, de onde foram levadas várias cédulas de identidade em branco; além de várias ocorrências registradas sobre empréstimos fraudulentos em Santa Inês.

Autuação

Os suspeitos foram autuados por estelionato previdenciário; falsificação de documentos públicos; falsificação de documentos particulares; falsidade ideológica; uso de documentos falsos e pelo crime de organização criminosa.

Jane Isterfany e Maria Raquel serão encaminhadas para o Presídio Feminino no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís. Já Michael Ribeiro, Marcos da Conceição e Felipe Augusto ficarão na Unidade Prisional Ressocialização de Santa Inês (UPRSI). Ambos ficarão à disposição da Polícia Federal e da Justiça Federal.

0 comentários :

Postar um comentário