Mearim Motos

Polícia Civil do MA, apresenta integrante de facção criminosa

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Share/Bookmark
unnamed-2

A Polícia Civil do Maranhão, apresentou, na manhã da ultima quarta-feira (07), o resultado da operação deflagrada pela Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), na noite da última terça-feira (6), no bairro Liberdade, em São Luís.
O resultado da ação policial foi divulgado, em uma entrevista coletiva, realizada na sede da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), presidida pelo delegado–geral de Polícia Civil, Lawrence Melo, Outeiro da Cruz, em São Luís.
Durante a operação realizada na Rua Inglês de Sousa, Nº 71, foi preso Sidney Frazão Barros, “Pinóquio”, 30 anos. Em poder dele foram apreendidas 04 Pistolas, marca Taurus, cal ponto 40; 01 pistolas cal 635, um revólver 38, uma submetralhadora calibre 9mm, mais de 100 munições de diversos calibres; 01kg de crack e 101 papelotes de cocaína.
De acordo com o delegado Carlos Alessandro, titular da Senarc, a operação é fruto de um trabalho investigativo desenvolvido por três meses, onde denúncias apontavam Sidney Frazão e Daniel Almeida dos Santos como integrantes de facção criminosa. Eles são suspeitos de distribuir   entorpecentes nos bairros da Camboa, Liberdade e adjacências.
“O trabalho investigativo estava sendo realizado há três meses e foi intensificado nos últimos 15 dias. As informações chegaram à Senarc através do aplicativo WhatsApp e davam conta que Sidney Frazão e Daniel Almeida eram responsáveis por distribuição de drogas. Há cerca de um ano Daniel Almeida fora preso numa ação conjunta da Seic e Senarc, ele estava transportando droga em uma caminhonete Frontier blindada”, informou o delegado Carlos Alessandro.
O delegado Carlos Alessandro disse, ainda, que ‘Pinóquio’ já responde a processos pelos crimes de roubo e homicídio, e estava a 15 dias em liberdade provisória, após ter sido preso durante operação do Sistema de Segurança no mês de maio deste ano pelo envolvimento nos ataques a coletivos na região metropolitana. O Daniel Almeida já é considerado foragido de justiça.
O delegado-geral, Lawrence Melo, destacou que o arsenal apreendido durante a ação da Senarc pertencia a uma organização criminosa. “Esse verdadeiro arsenal pertencia à uma das organizações criminosas que atuam na área metropolitana de São Luís. Como é de conhecimento de todos; vários dos homicídios que tem ocorrido na capital guardam ligação direta com o tráfico de drogas, seja a disputa por disputa das facções com o comércio ilegal, seja como represália aos confrontos entre as organizações. Esse arsenal apreendido com o “Pinóquio”, pode auxiliar a Polícia Civil na elucidação dos crimes de homicídio na região metropolitana de São Luís”, assegurou.
O chefe do Departamento de Combate ao Narcotráfico na Capital, delegado Valdenor Viegas, afirmou que o trabalho será intensificado para identificar os demais integrantes dessa organização. “O nosso trabalho irá continuar. O delegado Luciano Bastos, da Aérea Norte, já representou pela prisão da dupla e irá presidir o inquérito para buscar e identificar quais são os outros integrantes dessa organização que atua junto com o Daniel e o Pinóquio naquela área”, disse.

1 comentários :

  1. Anônimo disse... :

    TSE VALIDA RESOLUÇÃO DO PTB. AGORA DIGA QUE OURO É CANDIDATO.

Postar um comentário