Mearim Motos

O FENÔMENO CHAMADO EDUARDO BRAIDE

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Share/Bookmark
 Deputado Estadual em segundo mandato, advogado, casado com a médica Graziela Braide com quem tem três filhos, Eduardo Braide tem 40 anos e surpreendeu todo país ao ir para o segundo turno das eleições de São Luís. Mesmo sem conseguir coligar com nenhuma partido, Eduardo mostrou-se obstinado e não desistiu da disputa majoritária pelo então inexpressivo PMN, partido que preside no Maranhão. 

 Sem realizar conchavos, talvez por ter sido considerados pelos figurões da política maranhense como uma candidato que não teria mínimas chances de assumir no próximo ano o comando do Palácio da La Ravardière, Braide aposto numa campanha de corpo a corpo, de caminhadas nas feiras e bairros de São Luís. Foi assim que Eduardo Braide tocou a campanha até o debate na TV Guará, filiada à Record News. 

O único candidato a propagar que tinha um elaborado plano de governo foi ao debate e sobressaiu-se aos demais. Mostrou-se profundo conhecedor dos diversos problemas de São Luís, além de uma desenvoltura oral impecável. Essa participação no debate da TV Guará deu a tão esperada visibilidade, já que tinha apenas 10 segundos de tempo de Tv e rádio. 

Após alcançar 5% das intenções de voto na pesquisa Ibope/Mirante, fato que lhe deu direito a participar do debate da maior emissora de Tv do estado, Braide novamente venceu o debate e deixou todos eufóricos, principalmente nas redes sociais. Mas era unanimidade que estava muito tarde para Eduardo Braide ir para o segundo turno. 

O que parecia impossível aconteceu, para a surpresa da população, nos analistas e marqueteiros políticos e pulverizou todas as previsões dos institutos de pesquisa. E agora Eduardo Braide pode ir mais além e vencer o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que conta com a máquina municipal e com o apoio da máquina estadual. Sim, Eduardo pode vencer sem ter um partido coligado ao seu PMN, sem contar com apoio dos figurões da nossa política, sem o apoio do governador Flávio Dino nem do grupo político liderado pela ex-governadora Roseana Sarney.

0 comentários :

Postar um comentário