Mearim Motos

Polícia Civil apreende 18kg de cocaína, avaliada em cerca de meio milhão de reais e prende dois suspeitos

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Share/Bookmark
whatsapp-image-2016-10-14-at-10-29-081

A Secretaria de Segurança Pública apresentou no final da manhã desta sexta-feira (14), por volta das 11hs, dois homens suspeitos de estarem realizando o tráfico de drogas na região metropolitana de São Luís. Ananias Abreu Nascimento, 33 anos, conhecido como “Bambam” e Marcio da Silva Viana, 23 anos. A dupla foi surpreendida pelos policiais da Senarc de posse de 18 kg cocaína. Os entorpecentes apreendidos de alta pureza estão avaliados em cerca de quase meio milhão de reais.

Durante a apresentação dos dois suspeitos no Auditório Leofredo Ramos, na SSP, o delegado geral Lawrence Melo parabenizou os policiais da Senarc, na pessoa do Superintendente Carlos Alessandro e do delegado Luciano Bastos. Neste trabalho exitoso, a equipe tem demonstrado que estamos no caminho certo no combate às facções criminosas, os quais exploram o comércio ilegal de drogas para retroalimentar as suas ações contra a sociedade. O delegado ressaltou que “Nesta ação, foi possível a apreensão de 18kg de cocaína, as quais seriam distribuídas nos bairros da Cohab, Turu e Parque Vitória. A droga avaliada em quase meio milhão de reais estava na posse destes dois criminosos, os quais responderão na Justiça”, completou.

O superintendente da Senarc Carlos Alessandro disse que por conta de denúncias repassadas pelo WhatsApp da Senarc (99163 4899), onde informavam que o suspeito estava em uma residência no bairro do Maracanã, onde funcionava um laboratório de refino e preparo de drogas. A equipe da Senarc se deslocou para o local por volta das 22hs e os suspeitos ao perceberem a presença dos policiais, ainda tentarem se evadir, mas foram cercados e presos. No local foram apreendidos 18 kg de cocaína e vários materiais que seriam utilizados no preparo e no refino da droga, além de uma prensa hidráulica para a separação da droga.
whatsapp-image-2016-10-14-at-10-29-081-1

Recebemos ainda a informação que Ananias Nascimento possuía uma arma da marca Glock, de calibre 9 mm, com 23 munições intactas do mesmo calibre. No interrogatório na Senarc, Ananias Nascimento teria declinado que teria comprado a arma no Paraguai, para revendo no Estado e estava escondida em uma residência, no Bairro da Cohab. Nas incursões, a arma foi encontrada dentro de um quarto da residência.

Crime por homicídio e partícipe de facção

O Superintendente Carlos Alessandro repassou ainda que as investigações apontaram contra Ananias Nascimento, que existe em seu desfavor, um mandado de prisão em aberto pela 4ª Vara do Tribunal do Juri, por conta de um homicídio em 09 de outubro de 2014, no bairro da Vila Isabel Cafeteira. O homicídio teria sido realizado contra a vítima Rosimaura Silva.

Ananias Nascimento é ainda considerado de alta periculosidade, pois ele seria um dos chefes de uma facção criminosa, com envolvimento nos bairros do São Francisco e Ihinha, pela prática de cometimento de outros homicídios no Estado.

Ananias Nascimento vai responder pelo crime de homicídio, posse ilegal de arma de fogo e tráfico de entorpecentes. As investigações continuarão no sentido de identificar e prender o restante da quadrilha.

0 comentários :

Postar um comentário