Denuncie

Sobrinha-neta de Sarney pode ter sido estuprada antes de ser estrangulada; Cunhado da vítima é principal suspeito de assassinato.

segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Share/Bookmark


A Secretaria de Segurança Pública (SSP) realizou na manhã desta segunda-feira (14), por volta das 11hs, uma coletiva onde foram relatadas as circunstâncias do homicídio contra Mariana Costa, 33 anos. A publicitária foi morta, de acordo com as primeiras investigações, por esganadura e ou sufocação, onde apontam como principal suspeito Lucas Leite Ribeiro Porto, 37 anos, marido da irmã de Mariana Costa.
As informações repassadas durante a coletiva foram que as imagens do circuito interno das câmeras de segurança do prédio de Mariana Costa, localizado na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, mostraram que a única pessoa a adentrar no apartamento, entre 15hs e 16hs foi  Lucas Leite Porto. O suspeito entra no apartamento e permanece por cerca de 40 minutos, depois ele desce pelas escadas de forma rápida. Ao sair do prédio, ele realiza uma ligação de cerca de oito
minutos, depois vai embora. O suspeito retornou ao prédio, mas usando outra roupa e abordado pelos delegados, que já estavam de posse das imagens das câmeras de segurança.
Prisão temporária por suspeita de crime de homicídio
O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela adiantou na coletiva que “Tecnicamente, a prova principal foi realizada pelo Instituto de Criminalística, Instituto Médico Legal e, ainda, o Instituto de Genética Forense. O exame de corpo de delito revelou marcas de ações criminosas contra a vítima. O conjunto de elementos periciais indicam que o Lucas Porto figura como o principal suspeito na morte de Mariana Costa”. O secretário informou que foi pedida a sua prisão temporária, e esta cumprida. Também foi coletado material orgânico nas unhas e saliva, nos quais serão realizados exames no sentido de confirmar sua participação no crime.
O delegado Geral de Polícia Civil Lawrence Melo repassou que “As provas materiais em processo de consolidação apontam Lucas Leite Porto como o principal suspeito na morte da vítima Mariana Costa. A vítima foi encontrada pela sua prima, com o travesseiro sobre o rosto. A necropsia e o laudo pericial demonstram que a vítima sofreu esmagadura e sufocação, ocasionando sua morte. Foram realizados todos os exames periciais, tanto na vítima como no autor, para que poderão ajudar na identificação do autor do homicídio e constatadas marcas e lesões, nos braços, peito e pescoço, de Lucas Porto” concluiu o delegado geral.
Material coletado para identificação de suspeito
Durante a coletiva o delegado Lúcio Reis adiantou, que o suspeito Lucas Porto estaria sendo ouvido nesta manhã (14), na Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (Shpp), no sentido de confirmar a sua participação no crime da publicitária Mariana Costa. Acerca dos exames colhidos pelo Icrim e IMl, encaminhados ao Instituto de Genética Forense, o Superintendente de Polícia Técnica Científica Miguel Alves repassou que foram feitas coletas para os exames periciais, sendo que  os resultados em até 15 dias os resultados deverão ser divulgados pela SSP.
Estiveram presentes na coletiva, além do secretário de Segurança Pública Jefferson Portela e do delegado geral Lawrence Mello; o Superintendente da SHPP, Leonardo Diniz; o Superintendente da SPTC, Miguel Alves, e o delegado Lúcio Reis, chefe do departamento de homicídios da capital.

ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário