Denuncie

AÇÃO CONJUNTA ENTRE AS POLICIAS CIVIL E MILITAR DESMONTA QUADRILHA INTERESTADUAL DE ROUBO A BANCO

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Share/Bookmark
“Todo o policial é um agente produtor de informação, e cada cidadão é um colaborador desse sistema”; (Comandante do 7° BPM, Cel. Oliveira)

Ação conjunta entre as policias Civil e Militar desmonta quadrilha interestadual de roubo a banco em Santa Luzia do Tide
Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (31), na sede da SSP foi divulgado resultados de uma operação conjunta desencadeada pelas policias Civil por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), e Militar em consoante a delegacia regional de Santa Inês, que resultou na prisão de uma quadrilha interestadual especializada em roubo a banco. Raimundo Magno de Moraes Silva (30), o “Cabeça”, natural de Santa Inês; Henrique Kaluzny da Silveira (29), natural de Goiás e de Paulo Henrique de Sousa Silva (25), o “PH” natural de Goiânia, foram presos no Povoado Ferro Velho, em Santa Luzia do Tide.

Segundo informes do superintendente Tiago Bardal o bando atuava nos estados do Maranhão, Goiás e Pernambuco. O trio é acusado de tentar assaltar a agência do Banco do Brasil do município de Santa Luzia do Tide no dia 07 de março do corrente ano, fazendo uso de explosivos. O Departamento de Combate ao Roubo à Instituições Financeiras (DECRIF) da SEIC, passou a levantar dados e a investigar o caso.

Consta que na última quarta-feira (29), a guarnição do 7° BPM recebeu informes da comunidade de que uma pessoa suspeita de praticar crimes na cidade de Santa Luzia, estava saindo do município em direção a Santa Inês.

De posse dessas informações foi montada uma barreira que logrou êxito na interceptação de um veículo de marca Frontier Nissan. Durante a abordagem e a revista pessoal não foi identificado nada que legitimasse para a prisão dos elementos. A equipe desconfiada da atitude suspeita do grupo, pediu apoio a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que constatou que o carro era clonado e de pronto “Cabeça”, foi logo reconhecido. O grupo então foi encaminhado para a delegacia de Santa Inês.

Diante dessa prisão agentes da SEIC se deslocaram até o município. Ressalta-se que os mesmos já vinham cercando o cerco contra eles, e, posteriormente chegaram até um sítio no Povoado Ferro Velho, que era usado como esconderijo. No local foi encontrado um fuzil AK47; duas escopetas calibre 12; uma carabina calibre 30; coletes balísticos; 250 munições; 22 bananas de dinamites e apetrechos utilizados em explosões a caixas eletrônicos. Esse arsenal foi encontrado dentro de um saco de carvão na propriedade.

O comandante do 7° BPM, cel. Oliveira destacou que o direcionamento do trabalho da guarnição é a produção do conhecimento do compartilhamento deste conhecimento para que não se prejudique o princípio da oportunidade; “Só foi possível esse resultado por que houve a integração e o comprometimento de cada um que se envolveu na missão”, acrescentou.

Vale lembrar que cabeça possui uma extensa ficha criminal tanto que no ano de 2009 havia sido preso pela SEIC pelo assalto a banco dos municípios de Santa Luzia do Tide, Brejo e Nova Olinda. Posteriormente empreendeu fuga do Sistema Penitenciária de Pedrinhas. Em 20012 foi preso no estado de São Paulo, que retornou para o Maranhão e consequente no mês de novembro do ano passado o mesmo conseguiu liberdade provisória concedida pela justiça da Comarca de Santa Luzia. E em menos de um mês, em 15 de dezembro de 2016 houve um assalto a agencia bancária em São Mateus que contou com a participação dele.

PH no âmbito da prisão apresentou um RG falso, pois é foragido dos estados do Tocantins da cidade de Araguaína, de Paraiso no Tocantins e de Goiás, onde responde respectivamente pelos crimes de homicídio, roubo e assalto a banco. Além de possuir dois mandados de prisão em aberto.

Em desfavor de Henrique da Silveira incluir-se antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo em Goiânia.

Para o Secretário Adjunto da SSP, Saulo de Tarso é um importante trabalho desenvolvido pelas forças de segurança do estado; “Quero agradecer de pronto a todos os componentes da SEIC e 7° BPM que participaram dessa ação, que propiciaram a identificação desses criminosos. A polícia otimiza suas ações e experiências em conjunto”, disse.

Lawrence Melo enfatizou o empenho dos policias, que se reveste em profissionalismo com situações objetivas para a sociedade maranhense; “O estado tem hoje em andamento desde o ano passado a operação ‘Maranhão Mais Seguro’, que se destaca na integração das policias maranhenses, equipes altamente qualificadas e preparadas para combate à criminalidade, ressaltou.

O trio relatou que possuíam estratagemas prontas para realizarem um arrombamento a uma agência bancária no município de Buriticupu nos próximos dias. Cabeça é a menta intelectual que arquitetava os roubos, PH quem dominava a parte explosiva e Henrique o piloto de fuga, o que dava fuga a quadrilha.

A quadrilha foi autuada em flagrante delito por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, organização criminosa e uso de documento falso.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário