Denuncie

Por que o primeiro de abril é o dia da mentira?

sábado, 1 de abril de 2017

Share/Bookmark
1º de abril Dia dos mentirosos

O Dia da Mentira, também conhecido como Dia dos Bobos, é celebrado no dia 1º de abril e é uma data onde as pessoas contam mentiras e pregam peças em seus conhecidos por diversão. 

Há muitas explicações para que o 1º de abril fosse transformado no Dia da Mentira, sendo a mais usual a de que a brincadeira teria surgido na França, no século XVI, no reinado de Carlos IX (1560-1574). Nesta época, o ano-novo era comemorado em 25 de março, com a chegada da primavera. As festas, que incluíam troca de presentes e animados bailes noite adentro, duravam uma semana, terminando em 1º de abril. Em 1562, porém, o papa Gregório XIII (1502-1585) instituiu um novo calendário para todo o mundo cristão – o chamado calendário gregoriano – em que o ano-novo passava a ser celebrado em 1º de janeiro. O rei francês só seguiu o decreto papal dois anos depois, em 1564, e, mesmo assim, muitos franceses resistiram à mudança, a esqueceram ou não sabiam dela, mantendo a comemoração na antiga data. Alguns brincalhões começaram a ridicularizar o apego dos conservadores, adeptos do calendário anterior – apelidados de "bobos de abril" – enviando para estes, no dia 1º de abril, presentes estranhos e convites para festas que não existiam, confundindo estas pessoas. Com o tempo, a tradição desta ironia firmou-se na França, de onde, cerca de 200 anos depois, migrou para a Inglaterra e daí para o mundo na época dos impérios.


Atualmente esse dia é conhecido na França pelo nome de "Poisson d’avril" e na Itália como "Pesce d’aprile", ambos sendo traduzidos como "Peixe de Abril", numa referência de quem é fisgado ao se lançar uma brincadeira como isca. Na Inglaterra o dia é chamado como "April Fools' Day" (Dia dos Tolos de Abril), enquanto na Espanha o dia é conhecido como "Día de Errores" (Dia dos Enganos)
No Brasil, o primeiro estado a adotar a brincadeira foi Pernambuco, onde a edição de lançamento do periódico "A Mentira", em 1º de abril de 1848, noticiou o falso falecimento de Dom Pedro II, desmentido na edição do dia seguinte. A última edição deste periódico foi realizada em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.


Dizer mentiras no dia 1º de abril é tolerado como uma brincadeira saudável, porém tendo o cuidado para que ninguém seja prejudicado ou ofendido, afinal, o respeito e a honestidade devem ser as bases para os relacionamentos humanos.

O primeiro de abril é um dia para se alegrar, contar uma(s) mentira(s) sem causar transtornos. Só não devemos nos acostumar com esta prática, pois podemos não conseguir largar este vício e, como alguns políticos, fazer desta data o ano inteiro.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário