Denuncie

Com ambulância entregue a Joselândia, Governo do Maranhão atinge marca de 100 veículos doados neste ano

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Share/Bookmark
Governador Flávio Dino entregou a chave da ambulância de Joselândia para o prefeito Biné Feitosa. (Foto: Karlos Geromy)

A cidade de Joselândia recebeu uma ambulância nova do Governo do Estado nesta quinta-feira(22), mesmo dia em que foi atingida a marca de 100 veículos desse tipo entregues à população do Maranhão desde o início do ano.

A ambulância é completamente equipada e pode ser usada como unidade básica ou Unidade de Suporte Avançado. Ela tem duas macas, duas pranchas, um umidificador, cadeira de rodas, cilindro e bala de transporte para oxigênio. O custo de cada unidade é de R$ 160 mil. O compromisso do Governo do Maranhão é entregar ambulâncias a todos os 217 municípios do Estado.


O prefeito de Joselândia, Biné Feitosa, recebeu o veículo e disse que a contribuição do Governo do Estado com o município está sendo muito importante para a população. “A ambulância vai trazer um conforto muito maior para as pessoas que estão precisando, vai chegar numa boa hora”, declarou.

Ele acrescentou que o veículo disponível na cidade até agora tinha mais de cinco anos de uso. E que a ambulância nova é toda equipada com aparelhos de última geração.


Enfrentando a crise

O governador Flávio Dino disse que a entrega dos veículos “é um gesto concreto para ajudar os municípios num momento de crise econômica”.

“Chegamos já a 100, e nosso compromisso é de 200 até o fim do ano. Vamos cumprir com toda certeza, de modo que os municípios tenham apoio de uma viatura moderna para que os pacientes sejam bem atendidos. Estamos qualificando e melhorando o sistema de saúde, com esse espírito de parceria”, afirmou o governador, referindo-se às prefeituras e à Assembleia Legislativa, que tem dedicado emendas parlamentares para ajudar na aquisição das ambulâncias.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, lembrou que o transporte de pacientes é um ponto fundamental para a rede de saúde. “É normal e natural que haja troca de pacientes entre hospitais, mas esse transporte precisa ser feito de maneira adequada. E para gente ajudar os municípios neste momento de crise, já entregamos cem ambulâncias, melhorando o transporte com segurança”, disse.




 
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário