Denuncie

Comerciante é preso com mais de 100 cartões de benefícios sociais no MA

sábado, 1 de julho de 2017

Share/Bookmark
Deuzimar é apontado como agiota, pois emprestava dinheiro a pessoas na cidade e cobrava juros de 5% ao mês. Os cartões retidos eram garantias de pagamento.

IMG-20170630-WA0056

O comerciante Deuzimar Silva Nascimento, conhecido como ‘Boca’, foi preso em flagrante, na última quarta-feira (28), na cidade de Passagem Franca, distante 516km de São Luís. De acordo com investigações da Polícia Civil e do Ministério Público, o comerciante tinha 107 cartões do Bolsa Família e benefícios previdenciários e assistenciais.


Deuzimar é apontado como agiota, pois emprestava dinheiro a pessoas na cidade e cobrava juros de 5% ao mês. Os cartões retidos eram garantias de pagamento.


Quando os policiais chegaram à residência do comerciante, encontraram ainda animais silvestres, cigarros e remédios à venda e sem nota fiscal da compra, além de armas como uma pistola .40 (do Piauí), um revólver calibre 38, munições de outros calibres e até uma luenta para ser usada com armas longas.


Durante as investigações da Promotoria de Passagem Franca, “uma senhora, cuja neta teria vendido o cartão de benefício previdenciário a Boca, declarou que o comerciante foi até a residência dela exigir que a mesma fosse ao banco com ele para desbloquear o cartão e possibilitar o saque. Como ela se recusou, o comerciante a ameaçou, argumentando que possuía todos os dados pessoais da idosa e que cancelaria todos os seus benefícios previdenciários. No momento, a senhora passou mal, sendo socorrida por vizinhos”.


Por conta dos animais silvestres e das armas encontradas na residência, o filho do comerciante, Mateus Carvalho Silva, também foi preso. Ele pode sair em caso de pagamento de fiança fixada pela Polícia Civil, mas Deuzimar vai ficar preso preventivamente, como pediu o Ministério Público.


De acordo com as autoridades que participaram da ação, o comerciante assumiu tudo, inclusive que os remédios e os cigarros foram comprados de um vendedor ambulante. Ele deu detalhes da cobrança que fazia após os empréstimos e confirmou que as armas apreendidas eram dele.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário