Denuncie

Dia de Campo sobre Feijão Caupi reúne 300 agricultores familiares em Poção de Pedras

domingo, 30 de julho de 2017

Share/Bookmark
Agricultores Familiares participam de Dia Campo da Cadeia Produtiva do Feijão em Poção de Pedras. (Foto: Divulgação)
Agricultores Familiares participam de Dia Campo da Cadeia Produtiva do Feijão em Poção de Pedras. (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado promoveu, na segunda-feira (24), um Dia de Campo da Cadeia Produtiva do Feijão Caupi, no povoado Lago dos Baianos, município de Poção de Pedras. A realização é do Sistema SAF, composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural do Maranhão (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).

Cerca de 300 agricultores e agricultoras familiares participaram do evento, realizado na Unidade de Referência Tecnológica (URT) instalada na propriedade do produtor rural Antônio Araújo. Eles conheceram um pouco mais da cultura do feijão caupi, típico das regiões Norte e Nordeste que é utilizado como incremento para a agricultura familiar do Maranhão. É desenvolvido por meio da cadeia produtiva, que tem por meta fortalecer o setor, auxiliando no trabalho dos homens e mulheres do campo por meio da transferência de tecnologia.

Entre as técnicas para o aumento da produção e renda, os agricultores familiares puderam saber mais sobre o uso de inoculantes, uma bactéria benéfica para a criação de nódulos nas raízes da planta, responsável por promover a fixação biológica do nitrogênio (FBN), que pode levar a um crescimento de 30% na produção das famílias rurais.

Com as inovações tecnológicas apresentadas aos agricultores familiares no Dia de Campo, eles poderão transformar a área utilizada para o plantio em um espaço sustentável, com redução no uso de adubos nitrogenados (fertilizantes), substituído por inoculantes, promovendo eficiência no uso da terra, maior economia ao produtor, segurança alimentar, assim como pode oferecer benefícios ao meio ambiente, já que a tecnologia natural garante também a recuperação e preservação dos solos.

Atualmente, o município de Poção de Pedras possui 18 produtores credenciados na Cadeia Produtiva do Feijão, que disponibiliza um fomento no valor de R$ 2.700 reais para compra de adubo, calcário, plantadeira, análise de solo e o pátio de secagem para os beneficiários.

Antônio Araújo, o “Toninho”, anfitrião do Dia de Campo, destacou o orgulho em ser visto como modelo para outras famílias rurais. “Já plantava feijão caupi, mas de maneira tradicional. Essa vai ser a minha primeira colheita com o apoio do Governo. Foi uma experiência bastante satisfatória, pois, que com o que foi aprendido aqui, consegui benefícios não só para mim, mas para toda a população vizinha que pode fazer igual e melhorar de vida”.

De acordo com o secretário da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares, o Dia de Campo é mais uma ação do Governo do Estado para desenvolver a agricultura familiar por meio do conhecimento e troca de experiências. “O potencial produtivo dos agricultores familiares está em destaque e assume um caráter estratégico na política de governo, auxiliando na superação da pobreza no campo e no fortalecimento da agricultura familiar”, afirma Adelmo Soares.

“por meio das cadeias produtivas, do Programa Mais Produção, das ações representativas desenvolvida pelo Sistema Saf, como este Dia de Campo, destacamos esse novo momento do Maranhão, somando ao conhecimento existente no campo, novas tecnologias, com o objetivo de implantar um modelo de conhecimento que provoque uma mudança efetiva na realidade destas famílias”, frisou o secretário.

O presidente da Agerp, Júlio César Mendonça, enfatizou a importância dessa atividade como forma de democratizar a utilização de tecnologias para o campo e desenvolver ainda mais o assistência técnica no Estado.

“A participação da Agerp na Cadeia Produtiva do Feijão, produzido eminentemente pela agricultura familiar e é básico na economia do Maranhão, se dá em todas as fases do processo de estruturação desse projeto, principalmente no direcionamento dessas tecnologias para o agricultor que, antes, não tinha acesso e, agora, com a prestação de assistência técnica contínua e de qualidade, se beneficia com mais essa ação do nosso governo”, disse o presidente.

Cadeia do Feijão

Os municípios que fazem parte da cadeia do feijão são Bernardo do Mearim, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Lima Campos, Pedreiras, Poção de Pedras, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Trizidela do Vale, Joselândia, Santo Antônio dos Lopes, Capinzal do Norte, São Luís Gonzaga do Maranhão, Lago da Pedra, Lago do Junco e Lago dos Rodrigues.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :

Postar um comentário