Denuncie

MEDICAMENTOS FACILITADORES DE EREÇÃO: SEGUROS OU NÃO?

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Share/Bookmark
Imagem relacionada

É comum a prescrição de medicamentos facilitadores de ereção para pacientes com queixas de disfunção erétil, no entanto muitos desses homens retornam ao consultório dizendo que não usaram por medo ou porque ouviram comentários de conhecidos dizendo que algum colega faleceu após o uso dessas drogas.

De acordo com Dr. Eduardo Barros, urologista e especialista em Andrologia – Medicina Sexual e Reprodutiva Masculina, esse tipo de conceito se deve muitas vezes por uma falta de orientação médica ao paciente. “Toda vez que um medicamento é prescrito ao paciente, este deve ser informado sobre os efeitos colaterais da droga e dos possíveis riscos e benefícios envolvidos no seu consumo”, afirma o especialista.

Os medicamentos facilitadores de ereção, também conhecidos como Inibidores da Enzima Fosfodiesterase tipo 5 (5PDEi), estão no mercado farmacêutico desde a década de 90 e têm se mostrado um método terapêutico eficaz para pacientes com queixas de disfunção erétil de origem não psicogênica, pois além de auxiliarem na ereção são extremamente seguros.

É comum ouvir frases como ‘se eu tomar terei um infarto’ ou ‘se eu tomar terei um derrame’, porém elas não refletem a veracidade do que realmente ocorre.

Diversos estudos clínicos mostraram a segurança do uso dos 5PDEi no que diz respeito ao risco dos pacientes apresentarem algum evento cardiovascular como um infarto agudo do miocárdio, por exemplo. “Nenhum deles mostrou maior risco de infarto em pacientes que fazem uso crônico dessas medicações e também mostrou segurança do seu uso em pacientes já com histórico de infarto prévio e que estão com a doença bem controlada”, explica o urologista.

Então quer dizer que qualquer pessoa pode fazer uso desses medicamentos? A resposta é não!

Existem pacientes que estão proibidos de fazer uso dos 5PDEi, como aqueles que fazem uso de medicamentos compostos por Nitratos. “Isso se deve ao fato de os 5PDEi potencializarem os efeitos dos nitratos, o que pode promover uma hipotensão arterial severa (“baixa de pressão”) e assim propiciar um novo evento cardiovascular”, finaliza Dr. Eduardo Barros.

Portanto, por mais que os 5PDEi sejam medicamentos seguros, eles não devem ser consumidos sem prescrição médica e sem acompanhamento do médico especialista, como um urologista ou cardiologista. Aqueles que têm disfunção erétil e desejam fazer uso de medicamentos facilitadores de ereção, devem procurar um urologista para avaliar a real necessidade e acompanhar os resultados do tratamento.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :