Denuncie

Ex-padrasto diz a polícia que matou Alanna Ludmila

sábado, 4 de novembro de 2017

Share/Bookmark



ex-padrasto e suspeito de assassinar Alanna Ludmilla, de 10 anos, foi preso no fim da manhã deste sábado (4), ao ser reconhecido enquanto estava em uma van que seguia em direção ao interior do estado. O motorista do veículo onde Robert de Oliveira Cerejo estava o reconheceu e fez sinais para policiais militares que estavam em uma barreira policial localizada na BR-135, na Zona Rural de São Luís.

Após a confirmação da identidade do suspeito, ele foi preso e encaminhado para a sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), onde as investigações do caso estão sendo conduzidas. A Justiça do Maranhão já decretou a prisão temporária de 30 dias do suspeito. Nessa sexta-feira (4), o delegado da Delegacia de Homícidios, Arthur Benazzi disse que há indícios que mais de uma pessoa esteja envolvida no crime e que as investigações indicam que o assassino era um conhecido da família.

No momento em que foi abordado por uma equipe da Polícia Militar, o suspeito estava sem documentos e alegou para os policiais que era um pedinte e estava indo para a casa de parentes no município de Chapadinha, a 245 km de São Luís. Robert chegou a prestar depoimento na delegacia do Maiobão, mas em seguida não foi localizado.

Alanna Ludmilla
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :