Denuncie

Nota de esclarecimento: CONSELHO TUTELAR DE GRAJAÚ NO MARANHÃO

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018
Compartilhe esta Notícia

Resultado de imagem para conselho tutelar

A União de Conselheiros(as) e Ex-Conselheiros (as)  Tutelares do Maranhão (UNICECTMA), órgão representativo dos Conselheiros Tutelares, esclarece à imprensa e a Sociedade sobre o atendimento realizado pelo Conselho Tutelar do município de Grajaú, sobre o caso de abuso sexual. 

No dia 31 de agosto de 2017, a senhora Dulciran do Carmo Santos, mãe da criança de iniciais IVCS de dez anos, depois de registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil, foi encaminhada para o Conselho Tutela dizendo que sua filha havia sido violentada no dia 21 do mesmo mês por Pedro de Sousa de Rocha,  que lhe deu R$ 10,00 (dez reais) para  tirar a roupa dela e ter relação sexual.  Segundo a mãe a criança dormiu na casa de uma amiga sua no povoado durante uma semana.
O Conselho Tutelar, acionado Polícia Civil de Grajaú, de imediato tomou todas as medidas cabíveis para assegura os direitos de proteção, levando a criança para realizar exame de conjunção carnal no Instituto Médico Legal (IML) em Imperatriz.

A UNICECTMA informa,  que o Conselheiro Antoniel Pereira, que acompanha o caso desde o início não possui nenhum parentesco com o acusado. O resultado do exame foi positivo, sendo  encaminhado para Policia Civil e Promotoria. Conforme processo Nº 6582017da Promotoria de Grajaú do dia 07 de novembro de 2017, o acusado Pedro, está sendo denunciado  por estupro de vulnerável. 

A UNICECTMA, órgão representativo dos Conselheiros Tutelares do estado, lamenta a forma como alguns blogueiros agindo de má fé, sem exercer as boas práticas do bom jornalismo, que é de apurar as informações antes de publicar, noticiam no sentido de querer macular a imagem do Conselho Tutelar de Grajaú.

O Conselho Tutelar é um órgão encarregado pela sociedade de zelar pelos direitos de crianças e de adolescentes e não possui poder de Polícia, depois de fazer os encaminhamentos que o caso requer, cobra, e esperar que o acusado responda pelos seus atos.

Atenciosamente: União dos Conselhos Tutelares do Maranhão.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :