Denuncie

O COMBATE AO NARCOTRÁFICO NO MARANHÃO

quinta-feira, 1 de março de 2018
Compartilhe esta Notícia




É elogiável o golpe aplicado pela Polícia Civil do Maranhão por intermédio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc) contra o narcotráfico em todo o estado. Os agentes tiraram de circulação no primeiro mês de 2018 cerca de 130 quilos entorpecentes avaliados no entorno de R$ 300 mil, além 14 suspeitos e 4 armas de fogo, um montante considerável. Valor que a maioria das pessoas de bem leva anos para ganhar com trabalho honesto. Apesar de pouca idade, cerca de 3 anos, a Senarc e sua corporação demonstra sua força e sua capacidade frente aos criminosos.

A Superintendência de Estadual de Repreensão ao Narcotráfico (Senarc), segundo pesquisa realizada em 2017, foi eleita em primeiro lugar em número de apreensões de drogas na região nordeste, ficando assim, à frente dos Estados da Bahia e do Ceará, demostrando assim que as sementes plantadas no Governo Flávio Dino já estão dando bons frutos.

A sociedade vem aplaudindo tais operações policiais e se conscientizar que também pode fazer a sua parte para que novas batalhas sejam vencidas contra o narcotráfico. A denúncia sobre pontos de venda de drogas é uma arma que o cidadão tem para colaborar com a Polícia Civil, Militar e Federal no combate a traficantes que destroem famílias.

E é nessa linha de percepção que a superintendência coordenada pelo delegado Carlos Alessandro e sua equipe, conseguiram chegar ao marco histórico de cerca de 7.200,26 kg de drogas apreendidas em todo Maranhão em 2017. Além disso, no mesmo ano, a Polícia Civil conseguiu prender 423 pessoas ligadas diretamente com o narcotráfico nacional e internacional e 56 armas de fogo apreendidas, concluindo-se em 90% o número de apreensões na comparação com ano de 2016.

Em 2017, a gestão do secretário de segurança pública, Jefferson Portela, reforçou as estratégias de combate ao tráfico de drogas com implementação do setor de cinófila, que conta hoje com dois cães farejadores chamados de Vini e Glock, essências em operações de difícil percepção humana.

A Senarc ainda desenvolve projetos educativos em escolas no intuito de conscientizar crianças e adolescentes sobre os riscos que envolvem o crime do tráfico de entorpecentes, assim como o uso, tudo em forma de prevenção. A guerra pode parecer árdua e difícil de ser vencida, mas ganhando confrontos, que a Polícia Civil do Maranhão, a expectativa se tornará realidade, ou seja, minimizar.

Qualquer pessoa pode auxiliar a Polícia Civil nessa batalha, algumas dessas armas estão a disposição da sociedade, onde denúncias serão registradas no mais absoluto sigilo e ser preferir sem identificação por parte dos denunciantes. Para Senarc a sociedade pode registrar a denúncia pelo Whatsapp (98) 99163 4899, no Disque-Denúncia (98) 3223 5800, Ciops 190, além do aplicativo ByZu 2.0, que pode ser baixado em um serviço de distribuição digital de aplicativos.
Senarc inicia o ano de 2018 com o poderio de combate ao narcotráfico no Maranhão
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :