Denuncie

CAPINZAL DO NORTE, DOM PEDRO E ARARI - Campanha de prevenção ao uso de drogas é lançada nos três municípios

segunda-feira, 16 de abril de 2018
Compartilhe esta Notícia


Arari Campanha Drogas
O Ministério Público do Maranhão lançou, nesta quarta e quinta-feira, 11 e 12, a campanha institucional “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?” nos municípios de Capinzal do Norte, Dom Pedro e Arari. Os eventos reuniram autoridades religiosas, sociedade civil, militares, estudantes, conselheiros tutelares e de direitos, promotores de justiça, professores e demais profissionais da área da educação, membros do Poder Executivo, Legislativo e Judiciário.

Iniciada em 2013, a campanha é desenvolvida na capital e no interior do estado e tem como objetivo principal prevenir o uso de drogas por meio de palestras e atividades artísticas, como os concursos de redação, poesia e desenho.

O primeiro município foi Capinzal do Norte na manhã desta quarta-feira, 11, no Ginásio Poliesportivo Henrique Fernando. O evento contou com a participação dos prefeitos dos três municípios da comarca: André Portela (Capinzal do Norte), Emanuel Oliveira, mais conhecido como Bigu (Santo Antônio dos Lopes) e Dra. Maria de Jesus (Governador Archer), que também aderiram à campanha.

A promotora de justiça Natália Macedo Luna Tavares, titular de Santo Antônio dos Lopes, da qual Capinzal do Norte é termo judiciário, agradeceu a presença de todos os estudantes, alvos da campanha, além de professores e profissionais da educação, que são responsáveis por trabalhar a temática de combate às drogas nas escolas.

Desde que iniciou o trabalho na comarca, em março de 2017, onde também é responsável pelo termo judiciário de Governador Archer, a representante do Ministério Público destacou, em seu discurso, uma grande quantidade de crimes relacionados às drogas envolvendo adolescentes e jovens. “Alerto que não se trata apenas de combate à criminalidade, mas, principalmente, conscientizar vocês, alunos. Cada um tem um papel decisivo nesta campanha”.

DOM PEDRO

À tarde, ainda no dia 11, a campanha foi lançada em Dom Pedro, no Clube da Juventude. A promotora de justiça Ariadne Dantas Meneses enfatizou que o foco do Ministério Público é o trabalho na prevenção e conscientização dos estudantes.

“Nosso objetivo é que vocês, crianças e adolescentes, estudantes em processo de formação, tenham plena convicção das razões para evitar entrar nesse caminho. Precisamos plantar bons frutos porque reflete em toda a sociedade. Sejamos vigilantes!”, afirmou a promotora de justiça.

A titular da Comarca de Dom Pedro enfatizou que o uso de drogas alimenta um ciclo negativo de evasão escolar, atos infracionais e violência. “Nos quase três anos de trabalho em Dom Pedro todos os adolescentes que praticaram atos infracionais admitiram usar drogas. Pensem bem se vocês querem esse caminho. O melhor caminho a escolher é longe das drogas”.

Em Dom Pedro, os alunos ouviram o depoimento do detento Raedson Teixeira, que cumpre pena de 20 anos de reclusão na Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Pedreiras.

Ele começou a cumprir pena, aos 21 anos, na Penitenciária de Pedrinhas e enfrentou 55 rebeliões. “O que me levou a esta situação foi o consumo de drogas. Comecei com o cigarro, álcool e depois tive contato com drogas mais pesadas até me envolver com o crime”.

Teixeira contou que a oportunidade de cumprir pena na APAC deu um novo ânimo para sua recuperação e, apesar disso, a vida de um dependente químico é marcada por uma luta diária. “Não façam igual ou semelhante a mim. A droga me levou a um caminho muito ruim. Em Pedrinhas encontrei tristeza, frustração e desumanidade. Espero que vocês não tenham que cair como eu para depois tentar levantar”.

Os representantes dos municípios de Dom Pedro, o vice-prefeito Adailton Santos, o Curió, e de Gonçalves Dias, o presidente da Câmara Municipal, Jason Peixoto, também prestigiaram o evento.

ARARI

Na quinta-feira, 12, a campanha foi apresentada na sede da Igreja Assembleia de Deus, em Arari. A titular da Comarca, Lícia Ramos Cavalcante, em sua apresentação, classificou o consumo de drogas e suas consequências para o aumento da violência como uma “epidemia”. “Mais de 50% dos processos criminais, direta ou indiretamente, envolvem as drogas”.

Na avaliação da promotora de justiça, por estar presente em todos os lugares, independentemente de classe social, a droga requer um ataque conjunto de várias instituições e atores sociais, especialmente na prevenção. “Vocês, estudantes, são os principais destinatários deste projeto. Dessa forma, todos nós precisamos unir esforços para atuação conjunta e mais completa”.

O promotor de justiça e secretário de Assuntos Institucionais da PGJ, Marco Antonio Santos Amorim, participou de todos os eventos.

PALESTRA

Nos três municípios, a promotora de justiça Sandra Fagundes Garcia, titular da Comarca de Açailândia e corresponsável pela campanha “Quem escolhe o seu caminho? Você ou as drogas?” nas cidades do interior do Maranhão, ministrou palestra sobre a prevenção ao uso de substâncias entorpecentes.

A promotora de justiça discorreu sobre as consequências do uso de drogas lícitas e ilícitas, os malefícios para a saúde e as repercussões negativas para os viciados e dependentes químicos. Em sua apresentação, Sandra Garcia apresentou uma estimativa que no Brasil oito milhões de pessoas usam drogas e as famílias dos usuários são atingidas, afetando em torno de 28 milhões. “Está na mão de vocês qual caminho escolher: o caminho de luz, de perspectivas boas e estudos ou o caminho de lama, de sofrimento e violência”, chamando a atenção dos jovens sobre a decisão a ser tomada.

“O índice de criminalidade aumenta por causa das drogas. É preciso que vocês tenham compreensão da gravidade do seu uso”, afirmou Sandra Garcia.

A palestrante abordou, ainda, que a infância, adolescência e juventude são períodos especiais de desenvolvimento e as escolhas adotadas em consumir ou não drogas vão moldar o futuro. Para fomentar esse debate, serão realizados concursos de redação, poesia e desenho nas escolas. Além disso, a campanha também estimula atividades esportivas e culturais, a exemplos de corridas, passeios ciclísticos, dentre outras atividades.

Para o procurador-geral de justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho, vivemos uma guerra contra o crime e combater as drogas é um passo estratégico nesse sentido. “Essa campanha, abraçada por todos os parceiros, e agora levada aos municípios é um investimento e não uma despesa. Vamos fazer essa corrente do bem”.

Ao pedir a adesão dos prefeitos, vereadores, professores, diretores de escolas, conselheiros e sociedade civil o procurador-geral de justiça destacou que o esforço conjunto trará frutos para toda coletividade. “O Ministério Público já levou esta campanha a mais de 80 municípios e esta articulação vai ser ampliada ainda mais. Nossa instituição trabalha como agente de transformação social e propõe a união de forças para construir uma sociedade melhor”.

DADOS

Sandra Garcia informou que nos municípios de Santo Antônio dos Lopes, Capinzal do Norte e Governador Archer já foram aprovadas, por sugestão do MPMA, leis para criação do Conselho Municipal Contra as Drogas, Conselho Escolar e Fundo Municipal de Combate às Drogas.

Em Dom Pedro e Gonçalves Dias, também por iniciativa do Ministério Público, já foi iniciado processo legislativo para criação dos conselhos e do fundo. Em Arari, também já foi criado o Conselho Municipal Contra as Drogas, Conselho Escolar e Fundo Municipal de Combate às Drogas.

As informações da campanha podem ser acessadas pelo link: http://apps.mpma.mp.br/campanha-contra-drogas/ ou na aba “Comunicação” e em seguida “Campanhas institucionais”.
DSC 0369
DSC 0328 reduz
Natalia Tavares reduz
Quem escolhe seu caminho Dom Pedro
Lícia Ramos reduz


Redação e fotos: Johelton Gomes (CCOM-MPMA)
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :