Denuncie

Maranhão: Acusado de tentar matar ex-companheira é condenado a dez anos de reclusão

segunda-feira, 9 de julho de 2018
Compartilhe esta Notícia

Júri em Guimarães
Júri em Guimarães

O juiz Samir Mohana, titular da Comarca de Guimarães, presidiu uma sessão do Tribunal do Júri na unidade judicial na última quarta-feira (4). No banco dos réus, João Henrique Ferreira, julgado sob acusação de ter tentado contra a vida da ex-companheira, a golpes de facão. Ao final, o Conselho de Sentença considerou o réu culpado. João Henrique recebeu a pena de 10 anos e dez meses de prisão, a ser cumprida inicialmente em regime fechado.

A peça acusatória narra que, em 22 de junho de 2015 por volta das 22h na residência da vítima, João Henrique teria, por motivo fútil e sem possibilidade de defesa, desferido alguns golpes de facão contra a ex-companheira. Aponta o inquérito que ela estava deitada na cama, na companhia do filho de 11 anos, quando o acusado entrou e, sem falar nada, desferiu os golpes na mulher.

Mesmo ferida, ela saiu correndo e pediu ajuda, sendo levada ao hospital. Em depoimento à polícia, o homem assumiu a autoria do crime, alegando como motivo uma suposta traição por parte da ex-companheira. No julgamento, a defesa tentou desclassificar o crime de tentativa de homicídio para lesão corporal grave, tese não acatada pelos jurados.

Além do magistrado Samir Mohana, presidente do Júri, a sessão contou na acusação com o promotor Leonardo Santana Modesto, e com o advogado João José da Silva na defesa do réu. O julgamento foi realizado na sala de audiências do Fórum Juvenil Amorim Ewerton.
ATENÇÃO!
Todos os comentários abaixo são de inteira RESPONSABILIDADE EXCLUSIVA de seus Autores(LEITORES/VISITANTES). E não representam à opinião do Autor deste Blog.

0 comentários :